www.diariodorock.com.br: 01/03/11 - 01/04/11
"Satan laughs as you eternally rot!"

31 de mar de 2011

Premiere\\ THE SWORD: 'Night City' Video Released


"Night City", the new video from Austin, Texas metal luminaries THE SWORD, can be viewed below. The clip is the third and final part of a video trilogy helmed by former THE SWORD collaborators Artificial Army. The first and second chapters of the saga were for "Tres Brujas" and "Lawless Lands".

"Night City" comes off THE SWORD's third full-length album, "Warp Riders", which sold around 8,900 copies in the United States in its first week of release to debut at position No. 47 on The Billboard 200 chart.

Rocknews\\ Limp Bizkit: possíveis datas na América do Sul em julho


Fred Durst declarou em seu twitter oficial que em breve uma turnê Sul-Americana será anunciada para julho:

"Pode ser que sejam anunciada datas na América do Sul em julho em breve. As ofertas estão aparecendo e nós nunca estivemos lá! Emocionante! Kick ass!"

Em 2010, o LIMP BIZKIT cancelou a sua turnê na América do Sul devido a problemas de saúde com seu vocalista, Fred Durst.




Comentários: Fred Durst é um presepeiro!

Avenged Sevenfold no Brasil \\ Provável setlist


Os norte-americanos do AVENGED SEVENFOLD vão visitar novamente nosso país. Dessa vez, uma atenção mais completa, com quatro datas divididas em Rio de Janeiro (31/03), São Paulo (03/04), Curitiba (06/04) e Porto Alegre (07/04).

Baseado nos últimos shows da turnê "Welcome To The Family Tour", podemos ter uma ideia do possível setlist dos shows na América do Sul. Confira abaixo:

1. Nightmare
2. Crittical Acclaim
3. Welcome to the Family
4. Beast and the Harlot (ou Danger Line)
5. Buried Alive
6. So Far Away
7. Afterlife
8. God Hates Us
9. Bat Country
10.Unholy Confessions

Bis
11.Fiction
12.A Little Piece of Heaven (ou Save Me)

KajibrinoTV \\ Journey - Stone In Love - São Paulo 2011


Journey - Stone In Love - Via Funchal
São Paulo - Brasil - 30/03/2011

KajibrinoTV \\ The Sweet - Little Willy - São Paulo 2011


The Sweet - Little Willy - Via Funchal
São Paulo - Brasil - 30/03/2011

TRETAS\\ Blaze Bayley: músicos dão sua versão sobre separação


Os músicos que tocavam com Blaze Bayley em sua banda solo – David Bermudez (baixo), Nico Bermudez (guitarra) e Jay Walsh (guitarra) emitiram um comunicado dando a sua versão sobre o encerramento das atividades do grupo:

É com pesar que confirmamos o fim da banda. Não foi nossa decisão ou desejo. O pronunciamento de Blaze não foi o que imaginávamos. Os promotores ingleses não foram avisados sobre remanejamento de datas para dezembro. Os aspectos financeiros e de saúde que o levaram a tomar essa decisão são apenas parte da verdade, para dizer o mínimo. Prova disso que ele continuará excursionando com músicos contratados, usando o nome da banda e as músicas que escrevemos juntos. Sem contar os contratos que diziam respeito a todos nós.

Devido à grande apreciação que as pessoas tem por essa formação e os três lançamentos que tivemos, sentimos que é justo que saibam os verdadeiros motivos do fim. É óbvio que fica mais barato e fácil para um promotor levar apenas o cantor e fazê-lo tocar com músicos locais. Alguns desses tributos ao Maiden tocam de graça, deixando mais grana para o artista principal e o contratante. Nosso argumento é que os dois álbuns de estúdio que fizemos deveriam ser promovidos pela banda ao invés de músicos escolhidos de maneira injusta, para dar mais lucro a um membro da banda e sua namorada-empresária.

Não nos disseram a verdade sobre esses planos desde janeiro. Foi um total destrato e falta de respeito aos quatro anos que trabalhamos em músicas, planos e extensas turnês pela Europa, Rússia e América do Sul. Continuaremos escrevendo e fazendo música no futuro.

CIRCLE PIT \\ BECOMING THE ARCHETYPE: 'The Magnetic Sky' Video Released


"The Magnetic Sky", the new video from Atlanta, Georgia-based metallers BECOMING THE ARCHETYPE, can be viewed below. The clip is described in a press release as "an 8-bit fantasy adventure that finds the members of BECOMING THE ARCHETYPE wandering through a sci-fi landscape in the format of an old Nintendo game, fighting their way through a wasteland of terrifying creatures to fulfill an arcane mission." The track comes off the band's fourth album, "Celestial Completion", which was released on March 29 via Solid State Records. The CD was produced by Matt Goldman (UNDEROATH, THE CHARIOT, COPELAND) and contains 11 tracks.

"Celestial Completion" track listing:

01. The Resonant Frequency of Flesh
02. The Magnetic Sky
03. Internal Illumination
04. Path Of The Beam
05. Music Of The Spheres: Requiem Aeternam Part I (instrumental)
06. Elemental Wrath: Requiem Aeternam Part II
07. Xenosynthesis: Requiem Aeternam Part III
08. Invisible Creature (instrumental)
09. Cardiac Rebellion
10. Reflect/Refract
11. Breathing Light

Premiere\\ DUFF MCKAGAN'S LOADED: 'Dead Skin' Video Released


"Dead Skin", the new video from DUFF MCKAGAN'S LOADED — the band led by VELVET REVOLVER/ex-GUNS N' ROSES bassist Duff McKagan — can be viewed below (courtesy of CraveOnline.com). The song comes off the group's new album, "The Taking", which will be released on April 19 via Eagle Rock Entertainment. The CD was recorded at a Seattle-area studio with veteran rock producer Terry Date (SOUNDGARDEN, PANTERA, DEFTONES). Two tracks from "The Taking", were previously made available digitally. Anthemic rocker "We Win" was played during the World Series and riled up football fans for McKagan's hometown Seattle Seahawks. "Fight On" draws inspiration from our military veterans, and proceeds from these downloads go exclusively to the Puget Sound Healthcare System.

"This record really sort of took a life of its own, and the songs really revealed themselves to us as we went along," says Duff.

"Terry Date came into the picture at a time when his genius ear helped to capture a sonic theme for the record.

"You can't underestimate what a guy like TD brings to the table.

"'The Taking' is the closest thing to a 'concept' record that I have ever been involved with. Pain, loss, triumph, and redemption. Life. Bring it."

"The Taking" track listing:

01. Lords Of Abaddon
02. Executioner's Song
03. Dead Skin
04. We Win
05. Easier Lying
06. She's An Anchor
07. Wrecking Ball
08. King Of The World
09. Cocaine
10. Your Name
11. Follow Me To Hell

MEDAHEADS \\ Medaheads líbios pedem a queda de Muammar Gaddafi


* Nós não nos responsabilizamos pela publicação destas fotos, haja vista terem sido retiradas de sites públicos.
De qualquer forma, caso não aceite o fato de seu rosto estar exposto em nosso blog, nos escreva que imediatamente excluiremos sua foto.

OZZY no Brasil \\ Show energético do nosso Mestre em Porto Alegre


Apostando nos clássicos de sua ex-banda, Black Sabbath, e dos discos de sua carreira solo nos anos 1980 e 1990, o roqueiro inglês Ozzy Osbourne abriu sua série de cinco shows no Brasil com uma apresentação de pouco mais de 1 hora e 30 minutos de duração na noite desta quarta-feira (30), no Ginásio Gigantinho, em Porto Alegre.

Sem surpresas no repertório, o reencontro do Príncipe das Trevas com seus súditos brasileiros repetiu as 15 canções apresentadas dois dias antes em Santiago, no Chile. Nada que decepcionasse os fãs do Pai do Metal, ávidos por ouvir os sucessos dos discos da primeira formação do Black Sabbath, que teve Ozzy como líder entre 1969 e 1978.

Foram essas canções que marcaram os principais momentos do espetáculo, com mais de 12 mil pessoas cantando junto com Ozzy músicas como “War pigs”, “Iron man”, “Fairies wear boots”, além, é claro, de “Paranoid”, escolhida para encerrar a noite.

Também fizeram a plateia vibrar as performances da fase pós-Black Sabbath. O público entoou os consagrados refrões de “I don´t want to change the world”, “Road to nowhere”, “Shot in the dark” e “Mama, I´m coming home”, incluída no bis.

“Bark at the Moon” abriu o show, iniciado 30 minutos antes do horário anunciado pela organização, mas já com o Gigantinho lotado.

Bandeira do Grêmio
Logo na primeira música, uma provocação, provavelmente involuntária, do astro. Cantando no ginásio que pertence ao Internacional, e localizado ao lado do Estádio Beira-Rio, Ozzy se vestiu com uma bandeira do Grêmio, maior rival dos colorados, arremessada ao palco por um dos fãs. O gesto durou pouco, nem foi até o fim da música. Percebendo o incômodo de parte do público, uma assistente da produção retirou a bandeira das costas do cantor.

O deslize futebolístico com metade dos gaúchos foi consertado três músicas depois, quando Ozzy recebeu do público uma bandeira do Rio Grande do Sul. Colocou-a nas costas e a prendeu ao pescoço - lembrando um lenço gaúcho -, bem ao gosto do público local.

Apesar de dar nome à atual turnê internacional, o último álbum do cantor, “Scream”, cede apenas uma música para o show: “Let me hear you scream”. Foi a canção menos conhecida tocada no Gigantinho, estrategicamente colocada logo no início, antes do show engrenar com a sucessão de clássicos.

Água e espuma
Desafiando seus 62 anos, o roqueiro mostrou vivacidade incomum para quem tem mais de seis décadas nas costas. Brincando com o público, jogou água e espuma nos fãs presentes na pista, com o auxílio de baldes e de uma mangueira.

Os baldes também serviam para Ozzy molhar o cabelo e o corpo, o que fazia em quase todo intervalo entre as músicas.

Com o microfone, no centro do palco, o ex-líder do Black Sabbath não abriu mão de pulos e danças ao cantar suas músicas. O ar juvenil desaparecia, no entanto, quando os passos curtos e a postura curvada ao caminhar de um lado para o outro denunciavam o peso da vida de excessos.

Para descanso do velho roqueiro, o setlist incluia a instrumental “Rat salad”, do Black Sabbath, momento que abre espaço para performances, algumas um tanto longas, da banda, principalmente do guitarrista virtuoso Gus G.

O Príncipe das Trevas volta a cantar no Brasil neste sábado (2), na Arena Anhembi, em São Paulo. Depois, o roqueiro ainda passará por três capitais: Brasília (5), Rio de Janeiro (7) e Belo Horizonte (9).

As músicas apresentadas em Porto Alegre:

1 - “Bark at the moon”
2 - “Let me hear you scream”
3 - “Mr. Crowley”
4 - “I don´t know”
5 - “Fairies wear boots”
6 - “Suicide solution”
7 - “Road to nowhere”
8 - “War pigs”
9 - “Shot in the dark”
10 - “Rat salad”
11- “Iron man”
12 - “I don´t want to change the world”
13 - “Crazy train”

Bis
14 - “Mama, I´m coming home”
15 - “Paranoid”

Rocknews\\ Slayer: guitarrista do Cannibal Corpse substitui Gary Holt


O guitarrista do CANNIBAL CORPSE, Pat O'Brien, vai ocupar o lugar de Gary Holt quando ele deixar a turnê Europeia do SLAYER para tocar com sua banda, EXODUS, no Estádio Nacional, em Santiago do Chile, em 04 de abril. Holt coupou o lugar do guitarrista Jeff Hanneman desde qa tour começou em 26 de fevereiro na Austrália.

O último show de Holt com o SLAYER será dia 04 de abril, em Pádua, Itália; O'Brien vai se juntar com a banda para o show de 06 de abril na Croácia, e vai terminar a turnê européia com o SLAYER, que se encerrará em 14 de abril, na Holanda.

Hanneman tem surpreendido os médicos com sua rápida recuperação de uma infecção que teria sido causada por uma picada de aranha. Após a cirurgia em seu braço direito, ele continua sua fisioterapia e já está treinando com sua guitarra.

Rocknews\\ Slayer: anunciadas primeiras datas na América Latina


A seminal banda de thrash californiana SLAYER, anunciou as primeiras datas de sua turnê latino-americana em junho.

Até o presente momento, somente duas datas confirmadas no site oficial da banda: 14 de junho em Bogotá, na Colômbia, e dia 17 do mesmo mês em San José, na Costa Rica.

Outras paradas da campanha Sul- americana dos comandantes da ‘Slaytanic Wermacht’ devem ser anunciadas em breve.

Souvenirs\\ SLAYER's 'Reign In Blood' Artwork Inspires New 'Nike Dunk High' Sneaker


The Brooklyn Projects skateboard shop in Los Angeles has unveiled its very own Nike Dunk High sneaker draws its inspiration from SLAYER's "Reign In Blood" artwork. With a suede upper that bears shades of brown, black and red, the sneaker still makes room for a black leather toe box and side panel.



The Brooklyn Projects x Nike SB Dunk High "Reign In Blood" sneaker is rumored to be limited to 666 pairs and is set to drop sometime in June.

30 de mar de 2011

CIRCLE PIT \\ Rise To Remain ‘The Serpent’ Video


The first video to be released from Rise To Remain’s as-yet untitled debut album is live now! Check out ‘The Serpent’ inside!

Readers' Reaction \\ Leitor lamenta ter perdido show do Anvil



@AlexLogan30 disse...

Nada contra Catanduva, mas não tinha uma cidade mais próxima fora SP para tocar! Puta que pariu! Quando vou ver está porra agora! Este show pra mim era mais importante que qualquer outra banda existente! De tantos shows em minha vida, faltava este para o currículo! Maldita seja, maldita chuva! Chegar a ir e perder foi o pior!!

4 de março de 2011

Confira o post que gerou esta revolta: Anvil - School Love - São Paulo 2011

Diário de um Detento \\ Vince Neil Considers Pressing Charges Against Ex-Girlfriend


Vince Neil claims HE was the victim in an alleged assault last week between him and his ex-GF... insisting she left several bloody marks on his skin -- and TMZ has obtained a photo of the flesh wounds.

It all started last Thursday night -- when, as we previously reported, Neil's ex-girlfriend Alicia Jacobs filed a battery report against him, claiming the ex-rocker went ballistic on her and a friend while they were watching a show at the Las Vegas Hilton... and bruised up her shoulder.

But Neil is adamant he never laid a finger on Alicia -- claiming SHE was the aggressor... digging her nails into his skin and inflicting the bloody wounds in the picture.

We're told Neil -- who has already served 10 days in jail this year over a DUI case -- is considering pressing charges of his own.

Sources close to Jacobs tell TMZ she is not pleased that Neil has been telling people she was the one who got physical and not him. We're told Jacobs plans on hiring an attorney of her own throughout the criminal process and she hopes to subpoena the surveillance footage because she feels it backs up her story.

29 de mar de 2011

Esquenta pro SHOW \\ Journey - Don't Stop Believing


Journey
A formação da banda que vem ao país conta com Arnel Pineda (vocal), Neal Schon (guitarra), Ross Valory (baixo), Deen Castronovo (bateria) e Jonathan Cain (teclado).

Serviço: JOURNEY no Brasil
Data: 30 de março
Horário: 22h
Local: Via Funchal - Rua Funchal, 65

Pista Premium: R$ 250
Pista: R$ 150

Esquenta pro SHOW \\ The Sweet - Little Willy


A banda de rock britânica The Sweet será a responsável pela abertura da apresentação do Journey em São Paulo.

The Sweet foi formada no fim da década de 1960, que atingiu o sucesso como um dos principais grupos de glam rock na década de 1970 com sucessos como "Funny Funny" e "Ballroom Blitz".

TRETAS\\ Skid Row: ex-baterista Phil Varone processa o grupo


De acordo com Matthew Belloni do site The Hollywood Reporter, o ex-baterista do SKID ROW, Phil Varone entrou com um processo contra o guitarrista da banda, DAVID SABO e contra o baixista James Southworth (também conhecido como RACHEL BOLAN), afirmando que seus antigos colegas de banda estão difamando-o e impedindo que ele use o nome SKID ROW para se promover.

Na queixa, Varone – que recentemente apareceu no programa “Sex Rehab with Dr. Drew” do canal televisivo VH1 – alega que Sabo e Southworth “entraram numa cruzada para espalhar mentiras pérfidas sobre Varone em um esforço para destruir a história de sua carreira como baterista do SKID ROW, através da contestação de que o uso por parte de Varone do nome da banda é quebra de direito de marca.” Além disso, ele afirma que Sabo e Southworth “têm falsamente dito a pessoas que Varone é viciado em cocaína e que Varone é um mentiroso.” De acordo com o processo, Sabo, Southworth e o advogado deles contataram casas noturnas e os talk shows de Oprah Winfrey e Tyra Banks antes da aparição do músico devido ao ‘Sex Rehab’ e impediram que Varone fosse identificado como ex-baterista do SKID ROW.

“A completa omissão de uma descrição das experiências profissionais de Varone o priva dos benefícios de sua experiência como um músico profissional de estúdio e de palco e um astro do rock que excursionou pelo mundo, deu incontáveis entrevistas, fez centenas de aparições e conduziu milhares de fãs ao redor do mundo,” lê-se na queixa.

Varone está pedindo compensações financeiras e punitivas não-especificadas, assim como uma declaração de que seu uso do nome SKID ROW não viola o direito de marca de ninguém.

RUMOURS\\ Van Halen: Eddie Trunk diz que disco sai esse ano


O VJ do canal estadunidense VH1 EDDIE TRUNK, revelou através de sua página no Twitter que além da entrada de Mike Mangini para o DREAM THEATER, que teria ouvido de ‘fontes confiáveis’ que o novo disco do VAN HALEN está próximo de ser completado e sairá mesmo esse ano. A gravadora que lançará e distribuirá o disco, contanto, ainda há de ser anunciada.

A página de Trunk no Twitter pode ser acessada pelo endereço
http://twitter.com/#!/EddieTrunk

Rocknews\\ Whitesnake: CD e DVD ao vivo de 1990 sairá em junho


Foi anunciado para 3 de junho na Europa e quatro dias mais tarde nos Estados Unidos o lançamento de "Live at Donnington 1990", CD e DVD do Whitesnake registrando a apresentação no tradicional festival inglês Monsters of Rock. Contando com Steve Vai e Adrian Vandenberg nas guitarras, Rudy Sarzo no baixo e Tommy Aldridge na bateria, a banda de David Coverdale divulgava o álbum "Slip of the Tongue". O tracklist é o seguinte:

01. Slip Of The Tongue
02. Slide It In
03. Judgement Day
04. Slow An Easy
05. Kitten's Got Claws
06. Adagio For Strato
07. Flying Dutchman Boogie
08. Is This Love
09. Cheap An' Nasty
10. Crying In The Rain (featuring Tommy Aldridge drum solo)
11. Fool For Your Loving
12. For The Love Of God
13. The Audience Is Listening
14. Here I Go Again
15. Bad Boys
16. Ain't No Love In The Heart Of The City
17. Still Of The Night

O DVD ainda trará entrevistas de bônus, além de um making of de "Slip of the Tongue".

CIRCLE PIT \\ IMPLODE: 'No Limitations' Video Released


"No Limitations", the first video from Swedish extreme metallers IMPLODE, can be viewed below. The song comes off the band's debut album, "The Hour Has Come", which will be released in May via Supernova Records.

IMPLODE's "Memento Mori" demo earned the band the tag "Best Unsigned Act in Sweden" courtesy of Close-Up Magazine.

The group has previously shared the stage with such acts as THE HAUNTED, ENTOMBED and WITHIN TEMPTATION.

In early 2009, IMPLODE parted ways with vocalist Viktor Brunö and replaced him with Johan Ejerblom. The group's sound began to take the shape, with the band pursuing "a more rough and evil" direction, according to IMPLODE's official bio.

Notícias que vão mudar o mundo \\ Blaze Bayley: vocalista se separa de sua banda


O cantor britânico BLAZE BAYLEY (WOLSFBANE, ex-IRON MAIDEN) emitiu o seguinte comunicado:

"Devido a razões financeiras e médicas, fui obrigado a me separar da banda. Vou dar uma declaração completa nos próximos dias de alguns dos meus planos futuros.

Espero que todos os meus fãs continuem me apoiando em meus outros projetos. As datas inglesas serão remarcadas para dezembro, mas os festivais na Alemanha, Suécia, Lituânia e show em Istambul certamente ocorrerão!"

Iron Maiden no Brasil \\ Bruce visita o Museu da TAM


A visita do vocalista da banda heavy metal Iron Maiden, Bruce Dickinson, ao Museu da TAM, em São Carlos, atraiu fãs, curiosos e jornalistas no início da tarde desta segunda-feira (28).

O cantor desembarcou no aeroporto Mario Pereira Lopes em um jato particular por volta de 12h. Um forte esquema de segurança foi feito para que a passagem pelo museu fosse tranquila.



Apaixonado por aviação, o astro do rock deu uma pequena pausa na turnê de shows pelo Brasil para conhecer um dos maiores acervos de aviões do mundo. Ao, todo são 72 aeronaves.

A visita também incluiu o Centro Tecnológico da TAM e unidade de negócios de MRO (Maintenance, Repair and Overhaul).

O Cessna 305a, avião americano da década de 1950, chamou a atenção do cantor, que entrou na cabine e comentou sobre o avião.

Dois fãs, vencedores de um concurso cultural da empresa de aviação, puderam acompanhar a visita ao lado do ídolo.

Dickinson é o comandante do Eddie Force One, batizado com o nome do personagem símbolo da banda, e que leva os integrantes na turnê mundial intitulada The Final Frontier World Tour, que começou em 11 de fevereiro na Rússia e promete rodar o mundo em 66 dias.

Depois da visita, participou de uma coletiva de imprensa e explicou a preocupação com a segurança dos fãs do Rio de Janeiro, que motivou o cancelamento do show de domingo (27).

O adiamento ocorreu depois que uma grade que separa o palco do público cedeu. O acidente teria ocorrido ainda durante a primeira música do show. “Preferimos devolver o valor dos ingressos a colocar alguém em risco”, esclareceu ressaltando que o show foi remarcado para a noite desta segunda.

Bruce Dickinson deixou a cidade por volta de 16h com destino ao Rio. O grupo britânico ainda fará shows em Brasília (30/3), Belém (1/4), Recife (3/4) e Curitiba (5/4).




Comentários: Bruce Dickinson é um orgulho para todos nós headbangers!

Insight \\ 'Inflikted', gravado no último sábado, já entra na 3ª posição e irmãos Cavalera cravam 3 lugares na parada semanal


Exibições (% do total)
1) Cavalera Conspiracy - Sanctuary - SWU 2010 (13,2%)
2) Suicide Silence - Wake Up - Brazil 2010 (5,4%)
3) Cavalera Conspiracy - Inflikted - São Paulo 2011 (5,4%) [DESTAQUE]
4) Mixhell - Ain't Nobody Cooler - Brazil 2009 (3,7%)
5) Rammstein - Sonne - São Paulo 2010 (2,9%)
6) Anvil - School Love - São Paulo 2011 (2,4%)
7) The Devil Wears Prada - Hey John, What's Your Name Again? - São Paulo 2010 (2,3%)
8) Aerosmith - Cryin' - São Paulo 2010 (2,3%)
9) Bless the Fall - 2.0 / What's Left of Me - Sao Paulo 2010 (2,2%)
10) Cavalera Conspiracy - Troops of Doom - SWU 2010 (2,1%)

Shows de Rock no Brasil: Kajibrino TV

Período de apuração: 15/03/11 - 28/03/11
Exibições no período: 5.565
Total de vídeos disponíveis no canal: 255

Diário de um Detento \\ Vince rebate "falsas histórias" de ex-namorada


O vocalista do MÖTLEY CRÜE, Vince Neil, diz que sua ex-namorada, Alicia Jacobs, está mentindo quando diz que ele deixou um hematoma visível em seu braço quando ela estava na apresentação do comediante Hal Sparks no Las Vegas Hilton na noite da quinta-feira passada (24 de março).

"Eu nunca cheguei a encostar nela!" Neil disse a Robin Leach da Las Vegas Weekly. "Foi ela quem me seguiu até o cassino depois. Eu estava com quatro executivos do hotel. Eles sabem que isso não aconteceu."

Ele prosseguiu, "Eu não fui até ela por nenhuma razão senão para ser amigável, educado e apresentá-la às pessoas com quem estava me encontrando a negócios – e vários executivos do Hilton. Ela estava com um casal, e reclamei com o cara por estar escrevendo coisas que simplesmente não eram verdadeiras. Ele me xingou mandando eu me fuder; disse o mesmo a ele. Então os outros se agitaram, e disse a eles o mesmo. Então eu imediatamente me afastei com o pessoal do Hilton. Rápido assim – sem gritaria, tapas ou toques. Eles já responderam por aquilo."

"Ela veio atrás de mim no cassino. Eu a ignorei e não queria nada com aquilo. Eu me virei e fui embora sem dizer nenhuma palavra a ela. Então ela chamou a polícia. Doze horas depois, ela está em todas as rádios que pode encontrar para dizer o quão assustada ela estava, o quão amedrontada ela estava e por que ela teve de chamar a polícia. O interessante é que a polícia nunca chegou a mim para falar a respeito. Eu inclusive estava hospedado no hotel. Tanto a segurança do hotel quanto os pessoal do Hilton sabiam exatamente em qual quarto eu estava, então se todas essas acusações fossem verdadeiras, eles saberiam exatamente onde me encontrar."

"Nada! Uma mentira completa. Os executivos que estavam comigo disseram à polícia que não houve absolutamente nenhuma agressão nem sequer contato físico! Mas agora o drama de mentira – está se tornando um problema. Simplesmente não aconteceu, e todos eles sabem disso."

Leia a explicação completa (em inglês) de Vince Neil sobre o que aconteceu com exclusividade no site da Las Vegas Weekly:

http://www.lasvegasweekly.com/blogs/luxe-life/2011/mar/28/exclusive-vince-neil-f...

Em outra notícia, o site TMZ.com obteve o que seriam fotos de Jacobs tiradas não muito depois do alegado encontro com Vince Neil na quinta-feira passada no Las Vegas Hilton. Veja aqui as fotos.

Jacobs, que trabalha como repórter de TV em Las Vegas, deixou Neil em 15 de março, menos de um mês após o cantor haver cumprido 10 dias de uma sentença de 15 dias por dirigir sob influência de drogas.

Iron Maiden no Brasil \\ Bruce fala sobre grade que caiu em show no Rio


Com cerca de meia hora de atraso, a banda Iron Maiden deu início à apresentação desta segunda-feira (28) no Rio.

O show, que na verdade estava previsto para ontem, teve de ser remarcado por questão de segurança.

Uma grade que separava o público do palco caiu e a banda, que acabava de iniciar a apresentação, preferiu deixar o palco.

Segundo a organização, a grade foi trocada para o show de hoje.

Além disso, o número de agentes de seguranças no local foi aumentado, embora os números não tenham sido divulgados.

O vocalista, Bruce Dickinson, disse ao público que era "bom vê-los novamente" e agradeceu quem saiu ontem de forma pacífica.

"Nós temos uma grade novinha em folha", comentou. "Nós não pagamos pela grade, vocês não pagaram pela grade, algum filho da puta pagou pela grade, então curtam o show."

Quem havia adquirido ingressos para a apresentação de ontem, mas não pôde comparecer ao show, poderá solicitar o reembolso a partir do dia 4 de abril.

Rocknews\\ Skid Row, Dokken e Warrant: Confirmado shows no Brasil em setembro de 2011


Skid Row, Dokken e Warrant em tour pelo Brasil!

Os três grandes nomes do Hard Rock dos anos 80 e 90 preparam-se para pisar em terras brasileiras neste ano de 2011 com a tour "Rock 'n' South America"! A produtora colombiana Storm Blaze Entertainment que em 2010 fundou sua divisão de eventos no Brasil, está negociando datas para a segunda semana de Setembro, e promete a realização de grandes produções ao nivel destes grandes nomes que marcaram época!

Ainda não há datas e cidades confirmadas, porém todos os fãs podem obter informações oficiais no www.stormblaze.com.br . Os produtores que desejam levar esta grande tour para sua cidade deve entrar em contato no email contato@stormblaze.com.br

Agenda\\ Nuclear Assault: Confirmada apresentação em São Paulo


O Brasil recebe esse ano a veterana banda americana de thrash metal Nuclear Assault! Essa é mais uma grande atração da produtora Ataque Frontal.

A apresentação está agendada para o dia 30 de julho (sábado) em São Paulo na casa de shows Carioca Club. Informações sobre ingressos e pontos de venda em breve.

Agenda\\ Kyuss confirma show em São Paulo


Considarado o "pai" do movimento musical stoner rock, o Kyuss (ex-banda de Josh Homme do Queens Of The Stone Age), confirmou passagem pelo Brasil em novembro com o nome Kyuss Lives!.

A apresentação será em São Paulo na casa de shows Clash Club no dia 13 de novembro (domingo). Informações sobre ingressos serão divulgadas em breve.

28 de mar de 2011

RUMOURS\\ "Vince não corre riscos de sair", diz produtor


Após ler em sites especializados que Vince Neil corria riscos na banda, membros da imprensa entraram em contato por email com o produtor Gabe Reed, que está trazendo o MOTLEY CRUE para o Brasil, para conferir a veracidade do boato e checar se isso não prejudicaria a turnê sul americana.

Gabe: That is not true at all: 1) Vince isn't in trouble and 2) Vince is the one and only singer of Motley Crue 3) Vince will be on the tour and looks forward to seeing Brazil again in May!

Tradução: Isso não é verdade mesmo: 1- Vince não está encrencado (com a polícia) 2- Vince é o único e eterno vocal do Motley 3- Vince estará na turnê e está ansioso para ver o Brasil de novo em maio!

Fãs, fiquem tranquilos. Vince Neil não vai ser preso, não vai sair da banda e está confirmado dia 17 de maio com o Motley Crue no Brasil. As notícias relacionadas a isto não passam de boatos.

Rocknews\\ Adler's Appetite: vocalista deixa a banda


Rick Stitch saiu do Adler’s Appetite. A partir de agora, o vocalista se concentrará apenas em seu projeto principal, Ladyjack. “Sou extremamente grato a Steven Adler por ter gravado, composto e tocado com a banda. Mas é hora de focar em meu trabalho”.

O grupo tem shows agendados para maio nos Estados Unidos. Ao mesmo tempo, Steven participa de mais uma temporada do reality-show Celebrity Rehab With Dr. Drew.

A Impostora \\ ALICE COOPER Meets LADY GAGA


Legendary rocker Alice Cooper was photographed backstage at Lady Gaga's show on Saturday, March 25 in Phoenix. The pop singer — who is said to be a fan of heavy metal and hard rock — reportedly marked the occasion by smearing fake blood over her chest and posting on her Twitter profile, "I just died and went to hell" after the meeting.

Cooper recently praised Lady Gaga, saying: "She can sing, write and play piano — she's not just a costume queen ... you can be as outrageous as you want as long as you back it up with the music."

According to TheDailyStar.com, Lady Gaga is expected to make a cameo appearance at one of Alice's shows in May, although it's unclear what role she will play during the performance.




Comentários: Eu só não entendo uma coisa: se ela realmente gosta tanto de metal o quanto vive falando e fazendo pose, por que diabos não usa de toda a sua grande influência e exposição na mídia pra definitivamente lançar um disco de hard rock ou heavy metal? Só ficar pagando de rockeira pra lá e pra cá tem seus limites, tá na hora de agir.

SEFOTEU\\ Iron Maiden: matéria de TV sobre os problemas no Rio


A banda naturalmente está consternada pelos fãs que não poderão retornar amanhã e promete um grande show para os que puderem comparecer.

HSBC Arena e a banda agradecem aos incríveis fãs por entenderem a dificuldade da situação e por sua colaboração. O Iron Maiden está ansioso para fazer um grande show amanhã!

Abertura dos portões: 18h30
Show de abertura Banda Shadowside: 19h30
Show Iron Maiden: 20h30

Informações para o PÚBLICO em geral: hsbcarena@hsbcarena.com.br
Informações para a IMPRENSA: www.mediamania.com.br / mediabox@mediamania.com.br

SEFOTEU\\ Bret fala sobre processo contra o Tony Awards


Alex Weingarten, advogado do frontman do POISON, Bret Michaels, divulgou um comunicado em nome do vocalista na sexta-feira, após o ajuizamento de uma ação contra o Tony Awards em virtude de um acidente que aconteceu durante o programa de 2009, que resultou em um ferimento na cabeça de Bret. O comunicado segue abaixo.

"O Tony Awards deixou cair um pedaço do palco na cabeça do Bret, e então, ao invés de fazer a coisa certa, fez piada a respeito e divulgou para obter audiência... o Bret não queria entrar com um processo, mas o Tony Awards não nos deixou outra escolha. Eles devem ser responsabilizados por quase haverem matado Bret, e isso é o que iremos fazer."

Michaels, 48 anos, discutiu a disputa judicial após receber honrarias no sábado em um evento para levantar fundos em favor da luta contra a diabete juvenil pela fundação Juvenile Diabetes Research Foundation. De acordo com a D Magazine, Bret disse que o diálogo para resolver a situação não funcionou antes porque, "vamos dizer apenas que eles foram bem frios", Michaels disse se referindo aos Réus no processo. No fim, ele decidiu principalmente pedir compensação pelo tempo de trabalho perdido em razão dos ferimentos, o que incluiu pontos, corte no lábio e fratura no nariz. Michaels explicou que a transmissão podia ter sido "adiada" para evitar constrangimentos. "Eles não precisavam mostrar eu me machucando", acrescentou. "Eles não ofereceram pagar minhas despesas médicas nem nada. Sinto muito ter chegado a esse ponto."

O processo ajuizado na Corte Superior de Los Angeles afirma que os produtores disseram a Michaels que ele deveria simplesmente ter saído pelo lado de trás do palco após ter terminado sua performance. O processo afirma que não avisaram a Michaels que a peça do cenário iria descer "ou deviam informá-lo da existência dos perigos que ela representava."

De acordo com o processo, Bret quase veio a morrer em abril de 2010 em virtude de uma hemorragia cerebral, que ele acredita ter sido causada pelos ferimentos que ele sofreu no Tony Awards. No processo, Michaels alega, "Uma das causas mais comuns desse tipo de hemorragia é trauma na cabeça – exatamente como o que Michaels sofreu nas mãos do Tony Awards." Michaels destaca "Através de sua vontade de viver para ver seus filhos crescerem, ele conseguiu sobreviver a esse trauma."

Pouco após o incidente no Tony Awards, a porta-voz do Tony, Christina Stejskal, disse que o roqueiro "ficou fora de sua marca", o que fez com que ele não voltasse ao palco a tempo (como fez o resto do POISON) e tentasse pular, o que fez com que uma peça que descia o atingisse na cabeça e o atirasse ao chão.

U2 & MUSE no Brasil \\ Prováveis set-lists


O U2 começou sua turnê sulamericana ontem em Santiago, no Chile, diante de 80 mil pessoas no Estádio Nacional. Durante mais de 2 horas, Bono & Co. tocaram quase 25 músicas no seu palco megalomaníaco. Emendaram “Beautiful Day” e “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” logo no início e provocaram uma catarse coletiva chilena.

Uma das “dúvidas” que pairavam é se o Muse faria seu set completo. Não foi. Durou cerca de 50 minutos.

SETLIST – U2, Santiago

1. Beautiful Day + Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band (trecho)
2. I Will Follow
3. Get On Your Boots
4. Magnificent
5. Mysterious Ways
6. Elevation
7. Until The End Of The World + Anthem (trecho)
8. I Still Haven’t Found What I’m Looking For
9. One Tree Hill (participação especial – Francisca Valenzuela)
10. Pride (In The Name Of Love)
11. In A Little While
12. Miss Sarajevo
13. City Of Blinding Lights
14. Vertigo
15. I’ll Go Crazy If I Don’t Go Crazy Tonight + Two Tribes (trecho)
16. Sunday Bloody Sunday
17. Scarlet
18. Walk On + You’ll Never Walk Alone (trecho)
19. One
20. Mothers Of The Disappeared (trecho) + Where The Streets Have No Name
Encore:
21. Hold Me, Thrill Me, Kiss Me, Kill Me
22. With Or Without You
23. Moment Of Surrender

SETLIST – Muse, Santiago

1. Plug In Baby
2. Resistance
3. Time Is Running Out
4. United States Of Eurasia
5. Uprising
6. Starlight
7. Stockholm Syndrome
8. Knights of Cydonia

Traduza\\ SLAYER, ROB ZOMBIE And EXODUS To Team Up For North American Tour


Get ready for hell on earth, because for the first time since they tour together on Ozzfest 1999, ROB ZOMBIE and SLAYER are teaming up to hit the road, bringing a glorious purgatory to fans in 12 North American cities. The co-headline trek kicks off Wednesday, July 20 at the Sovereign Center in Reading, Pennsylvania. Tickets go on sale this Friday, April 1 at 10:00 a.m. local time. Tickets for all shows are available at the venues' box office, and via online outlets.

"We haven't toured with Zombie since Ozzfest 1999, so you can expect no less than 'hell on earth,'" said SLAYER's Kerry King. "Total sonic annihilation and a visual bludgeoning. Bring your own body bag..."

"Total destruction on stage and off is what this combination promises," states Zombie, "Seriously, how much more Hell could you ask for? The answer is none more Hell."

Both Zombie and SLAYER will present their full headline sets at every show, and both bands will close shows over the course of the tour. San Francisco's thrash-metal band EXODUS has been confirmed to open all shows.

SLAYER has been performing its classic 1990 "Seasons In the Abyss" album in its entirety over the past several months, but will instead draw from its entire 30-year catalogue for this tour's setlist.

Never one to play it safe, Zombie will be bringing his legendary stage show out in full force. Audiences can expect an exploding non-stop barrage of sin, sex and Satan guaranteed to rip your face off. This a true rock and roll spectacle at its finest.

SLAYER, ROB ZOMBIE and EXODUS "Hell On Earth" tour dates:

Jul. 20 - Sovereign Center, Reading, PA
Jul. 22 - DTE Amphitheatre, Detroit, MI
Jul. 23 - Stage AE, Pittsburgh, PA
Jul. 24 - Heavy T.O. at Downsview Park, Toronto, ON Canada
Jul. 27 - MTS Centre, Winnipeg, MB Canada
Jul. 29 - Credit Union Centre, Saskatoon, SK Canada
Jul. 30 - Scotiabank Saddledome, Calgary, AB Canada
Jul. 31 - Rexall Place, Edmonton, AB Canada
Aug. 02 - Save-On-Foods Memorial Center, Victoria, BC Canada
Aug. 03 - Rogers Arena, Vancouver, BC Canada
Aug. 05 - Rose Quarter Memorial Coliseum, Portland, OR
Aug. 06 - WaMu Theatre, Seattle, WA

SEFOTEU\\ Iron Maiden: um relato detalhado dos problemas no Rio


Tudo começou com os pagantes (frise-se a palavra pagantes) que faziam fila para entrar no HSBC Arena, ginásio com capacidade para 18.000 pessoas, segundo dados oficiais da própria entidade. Como se sabe, tem gente que chega de manhã cedo para tentar marcar lugar nos espaços que oferecem melhor visão do show. Pois a primeira gafe da organização do evento foi justamente em relação a essas pessoas.

Embora o horário de abertura dos portões estivesse marcado para as 18:30, só às 19:30 começaram a entrar os primeiros pagantes. A essa altura, a fila era quilométrica, dando voltas sobre si mesma (teve gente que não sabia a que fila pertencia). Com o adicional do paradoxo de que a fila era única, pois não havia diversidade de pontos de entrada: a forma de acesso - e só havia ela - era a rampa da parte frontal da HSBC Arena, o que tornou o processo muito mais lento.

Não bastasse o já mencionado atraso, a fila quilométrica e um único ponto de acesso ao ginásio, foram postas também grades em zigue-zague bem em frente à entrada, fazendo com que o processo ficasse ainda mais lento. Segundo relatos não confirmados, os próprios fãs decidiriam remover as grades, haja vista a condição de mulheres e crianças que estavam sendo esmagadas pela pressão.

É incerto quantas pessoas chegaram a estar presentes durante o repertório da banda de abertura Shadowside, pois às 20:00 grande parte do público ainda batalhava para entrar no local. O Iron Maiden, que estava previsto para tocar às 20:30, obviamente se viu obrigado a protelar sua apresentação, e os conhecidos acordes de “Doctor, Doctor” soaram meia-hora mais tarde, às 21:10.

Como sempre, o Iron Maiden entrou com força total, e a adrenalina dos presentes se viu concretizada num fato no mínimo curioso: a pista VIP tomava mais espaço que a pista comum. Na prática, isso significa que o espaço idealmente reservado para menos pessoas subitamente se viu preenchido por uma leva de gente que quase não cabia no espaço reservado. A pressão, como se sabe, não é pequena, já que o desejo do público é justamente ficar o mais perto possível do ídolo.

A finalidade da barreira de proteção entre o público e o palco do artista é dupla: deixar que agentes da imprensa realizem seu trabalho, tirando fotos ou filmando a apresentação; e, mais que isso, servir como limite de segurança para que esses mesmos artistas possam realizar seu show sem ter que se preocupar com a própria vida, e também que aos próprios fãs seja permitido se apoiarem num ponto seguro, a fim de que não se machuquem. Imagine a vida sem o alambrado, fãs esmagados contra uma parede que suporta a banda logo acima. Quem passa mal na frente do palco e não tem para onde sair, morre ali mesmo. É importante que o espaço exista, a fim de que o cidadão que não se sinta bem possa ser retirado ali mesmo pela frente e levado ao posto de atendimento médico mais próximo.

Mas mais que isso, toda barreira tem um requisito importantíssimo: resistir à pressão. De que serve um alambrado que desmonta? Pois foi isso mesmo que aconteceu: Bruce não tinha sequer chegado ao refrão da primeira música da noite, “The Final Frontier”, quando o alambrado simplesmente cedeu, desabando para a frente e caindo por sobre a borda dianteira do palco. O público, hipnotizado pelo poder da Donzela, num piscar de olhos se achou bem ali nos limites do palco, subindo por sobre a grade caída e lutando para conseguir tocar nas vestimentas de algum dos integrantes da banda. O vocalista parou de cantar e o guitarrista Janick Gers pediu, fazendo gestos com a mão, que os fãs chegassem para trás.

O desvario do público na grade era tão substancial que a princípio foi impossível empurrá-los de volta ao espaço original. Seguranças olhavam para a situação, perdidos sem saber como conter a multidão que invadia os limites do palco. O fotógrafo oficial da banda por pouco não escapa: momentos antes do alambrado ceder, via-se o indivíduo subindo no palco e correndo em meio à própria banda, no meio da apresentação, para fugir do colapso. Bruce já havia parado de cantar a música e falava ao microfone, pedindo que o público se afastasse do palco para que a produção consertasse a barreira de proteção.

O instrumental tocou a música inteira até o fim, Bruce passando a mão na garganta em sinal de “corta, não tem como fazer o show”. Terminado esse primeiro - e único - item do set list, o vocalista novamente pediu que todos tivessem calma e que se afastassem do palco para que a situação pudesse ser remediada. Disse duas ou três vezes que voltaria em 10 minutos, pedindo, em piada, que ninguém saísse dali.



Não foram dez minutos, e sim quase meia-hora. No ínterim, o manager da banda, Rod Smallwood, chegou a usar uma intérprete para pedir que todos mantivessem a calma e que se afastassem do alambrado, a fim de que pudesse ser reparado. Os que estavam colados na grade se mostravam receosos em deixar o lugar que haviam conquistado com tanto sacrifício, mas algum tempo depois tiverem que ceder. Principalmente quando um membro da equipe segurança chegou a atacar fisicamente, com um porrete, um fã que se recusava a sair dali.

A comoção foi grande, não só à frente do palco, mas em todo o ginásio. Passados 20 minutos de espera, a paciência já se esgotava e a vaia era geral, ecoando por todo o ginásio. Só depois de mais algum tempo surgiu Bruce Dickinson com Fabiana, a intérprete previamente usada por Rod, para dizer ao público que o alambrado se havia quebrado por completo e que, por não querer que ninguém se machucasse, o show seria transferido para o dia seguinte. Disse ainda que a “polícia” (queria dizer ele, a equipe de segurança) havia declarado que pelo resto do show o alambrado não estaria seguro. E assim estava cancelado o show do Iron Maiden no Rio de Janeiro, sendo prorrogado para o próximo dia. Os pagantes poderiam usar o mesmo ingresso que lhes garantiu o acesso no dia 27, e os que não pudessem ir ao evento poderiam obter o reembolso.

A grande maioria ficou decepcionada, já que um show na segunda-feira não é o mesmo que num domingo. Além disso, nem todos os pagantes são do Rio, tendo que obrigatoriamente perder a apresentação do dia seguinte por obrigações em seus locais de proveniência. Alguns formalizaram a indignação por meio de violência, chutando barras de metal e catracas, mas foram a exceção. A maior parte do público deixou o local pacificamente, sem demonstrações de violência, apesar de que suas expressões mostravam grande dor por perder a apresentação da Donzela. Para muitos, a transferência para o dia seguinte não era uma opção.

Do lado de fora houve breve altercação entre alguns indivíduos e a polícia, mas foi mínima, sendo resolvida rapidamente. Ao contrário da propaganda sensacionalista que certos veículos midiáticos adoram usar como forma de alcançar maior divulgação de seus produtos, não houve quebra-quebra generalizado nem qualquer tipo de violência. Houve apenas poucas exceções isoladas e sem maiores repercussões, considerada a gravidade dos acontecimentos.

Em comunicado oficial, cerca de cinco horas após o cancelamento do show, a HSBC Arena se pronunciou com informações tanto para os que desejam e para os que não poderão assistir ao show da banda no dia 28/03/11. O website oficial do Iron Maiden também colocou uma nota em sua seção de “news”, dizendo basicamente o mesmo que a HSBC Arena: por decisão conjunta da banda e da organização do evento, o show foi transferido para o dia seguinte.

Assim, o dia 27 de março terminou em frustração para todos aqueles que compareceram ao espetáculo. Em particular para quem se deslocou de longe para o show e passou o dia inteiro numa fila que simbolizou a falta de organização e preparo dos produtores do evento, conjugadas com imprevistos que poderiam ser minimizados caso fossem tomadas medidas relativamente simples.

O mais revoltante, no entando, é testemunhar o modo como certos veículos midiáticos teimam em propagar a notícia de que o culpado de algo dessas proporções é o fã - justamente a maior vítima dessa falta de respeito. Onde já se viu barreira de proteção quebrar por causa de fã? O alambrado do Rock in Rio III consegue segurar 250.000 pessoas, e a do HSBC não consegue segurar 1% dessa monta? Não há como compreender a razão que leva alguém a dizer que o fã que paga 400 reais num ingresso, espera numa fila o dia inteiro, não vê a banda de abertura (e portanto não aproveita o valor do ingresso), é espremido, pisoteado, esmagado, corre o risco de se machucar com um equipamento armengado e defeituoso de uma produção mal preparada, é agredido fisicamente pela equipe de segurança, ainda tem seu show cancelado e volta para casa frustrado... não há como entender em que capacidade ele é o culpado da estória.

Não, não há como compreender.

OZZY no Brasil \\ Confira o possível set-list


Confira qual foi o set-list da apresentação de Ozzy Osbourne na Argentina:

Bark at the Moon
Let Me Hear You Scream
Mr. Crowley
I Don't Know
Fairies Wear Boots
Suicide Solution
Road to Nowhere
War Pigs
Shot in the Dark
Rat Salad
Iron Man
I Don't Want to Change the World
Crazy Train

Mama, I'm Coming Home
Paranoid

No Brasil, o 'Príncipe das Trevas' passa por Porto Alegre (30/03), São Paulo (02/04), Brasília (05/04), Rio de Janeiro (07/04) e Belo Horizonte (09/04).

MEDA \\ Duff McKagan diz que "vira gay" nas turnês


O ex-baixista do GUNS N’ ROSES, DUFF MCKAGAN conversou sobre como ele se transforma no que ele denomina de ‘gay de turnê’ enquanto está na estrada

McKagan explicou que enquanto privado da companhia de sua esposa na estrada ele por vezes se vê confundindo membros homens da banda com espécimes femininos.

“Você está longe de sua esposa e tudo mais, e eu não sacaneio – mas não pode ter mulher no ônibus,” ele ressaltou. “De repente, bem, o seu baixista tem cabelo preto compridão, ele está vestindo as calças da irmã mais nova dele, e de rabo de olho ele parece uma mina gostosa.”

Ele emendou: “Nós chamamos isso de ‘gayzice de turnê. Mas não levamos isso adiante…”

McKagan estava presumivelmente referindo-se às atividades de excursão de suas bandas atuais, o VELVET REVOLVER e o LOADED, ao invés de seus dias de viagens pelo GUNS N’ ROSES. Mas nunca se sabe.

A entrevista completa de McKagan está na nova edição da revista inglesa NME, nas bancas ou em formato digital:
http://www.nme.com/news/guns-n-roses/55676




Vinheta: Hum boiola!

27 de mar de 2011

KajibrinoTV \\ Iron Maiden - The Number of the Beast - São Paulo 2011


KajibrinoTV
Iron Maiden - The Number of the Beast - Morumbi
São Paulo - Brasil - 26/03/2011

Resenha:
Com uma marca de três turnês nos últimos quatro anos na América do Sul, o Iron Maiden segue em alta com o público brasileiro. Na nona visita da banda que é considerada por muitos como a mais poderosa do heavy metal mundial, a estreia dessa vez foi com o show de São Paulo, neste sábado (26), no qual o Iron tocou por exatas duas horas frente a 50 mil headbangers no estádio do Morumbi. Em anos recentes, o grupo inglês se apresentou na cidade para 37 mil pessoas, em 2008, e para 63 mil, em 2009.

A lotação não foi máxima, mas a grande quantidade de fãs acompanhou uma apresentação com todas as características tradicionais da banda: som cristalino, muitos clássicos e energia de sobra de seus seis integrantes e, é claro, Eddie, o mascote que ganhou versão “espacial” no último ano.

A diferença dessa apresentação para a de 2009, no autódromo de Interlagos, foi na escolha do repertório, que misturou passado e presente. Enquanto a turnê de dois anos atrás foi uma ode à era clássica da banda, contemplando quase que apenas os cinco primeiros discos, desta vez eles aproveitaram para divulgar o álbum “The Final Frontier”, o 15º da discografia. A prioridade não foi só nos sons do disco novo, mas em outras músicas mais recentes da banda, desde o retorno de Bruce Dickinson, em 1999. O vocalista chegou a falar na gravação de um DVD que pode incluir o show e refutou os boatos de aposentadoria do grupo.

O show principal da noite --que teve abertura do Cavalera Conspiracy-- começou às 21h. O Iron Maiden trouxe ao país a estrutura completa da turnê e começou com a introdução "Satellite 15", enquanto um vídeo era exibido nos telões. O palco remetia ao tal satélite e algumas estruturas de luz imitavam naves, enquanto o pano de fundo era pontuado com luzes, como se fossem estrelas.

O sexteto entrou no palco com energia, e foi respondido prontamente pela plateia, que cantou junto o refrão da música de abertura do novo disco "The Final Frontier". Apesar de ser um conjunto de cinquentões, as duas primeiras músicas mostraram que um trio específico não perde em nada para outros roqueiros mais jovens, o que se manteve até o fim: Bruce Dickinson (voz), Janick Gers (guitarra) e Steve Harris (baixo) correram por todo o palco nas duas horas de show, como se estivessem em seus 20 e poucos anos.

Com a também nova "El Dorado", Dickinson deu seus primeiros berros de "scream for me, Brazil" (gritem para mim, Brasil), e explorou a plataforma ao fundo do palco, mais alta que o restante. O vocalista – de gorro, camiseta rasgada e calça camuflada – apresentou em seguida o clássico "2 Minutes to Midnight", do álbum "Powerslave", e a recente "The Talisman", do "The Final Frontier", sempre com o pano de fundo sendo trocado para combinar com a faixa em questão.

Antes de continuar, Dickinson saudou o público em português. "Boa noite! Obrigado. Tudo bem?", disse ele, continuando em inglês: "Ninguém teve este show que estamos tocando para vocês. Guardamos energia para o Brasil. Sei que vocês têm de ir à igreja amanhã, mas vamos mantê-los acordados por um tempo", riu o vocalista, prometendo um repertório longo, mas que não teve grandes alterações em relação aos outros da atual turnê.

Com "Coming Home", mais uma canção nova e de ritmo mais lento, a energia do público diminuiu, mas o interesse foi retomado com "Dance of Death", do álbum de mesmo título, de 2003. Interpretando a letra e cantando de modo irretocável durante as duas horas de apresentação, Bruce Dickinson mostrou um lado teatral, que foi completado pela atuação de Gers ao liderar a parte mais pesada da canção nas seis cordas de sua guitarra.

O instrumento foi o destaque em mais uma tradicional canção do grupo, "The Trooper", com o trabalho de Gers, Dave Murray e Adrian Smith, que mostraram ter muita sincronia durante todo o show. Nesta música, Dickinson vestiu sua roupa de cavaleiro e hasteou a bandeira britânica, como de costume.

O enfoque na discografia mais recente retornou com "The Wicker Man", com o público cantando em uníssono o refrão e suas melodias. Também do "Brave New World", de 2000, que marcou o retorno de Dickinson e Smith à banda, foi tocada "Blood Brothers", dedicada ao Japão. "Estávamos indo ao Japão quando aconteceu o terremoto. Vinte mil fãs ficaram sem o show. Não importa se você é branco, negro ou amarelo, se você é fã do Iron Maiden, somos todos irmãos de sangue", discursou Dickinson, usando o nome da canção. Antes dela, ele se mostrou emocionado com os gritos de "olê, olê, olê, olé... Maiden, Maiden".

Com duas músicas longas tocadas sem intervalo, a banda executou em seguida "When the Wild Wind Blows", que mais uma vez esfriou o clima, mas por pouco tempo. Essa foi a última das novas canções, antes de a banda mandar uma série de clássicos, começando com "The Evil That Men Do" e a aparição do novo Eddie. O boneco gigante leva uma câmera em sua cabeça e até segurou uma guitarra antes de deixar o palco.

Outra aparição do mascote foi com "Iron Maiden", quando um enorme Eddie apareceu ao fundo, apenas com sua cabeça, ombros e mãos à mostra. Steve Harris e o baterista Nicko McBrain comprovaram seu bom entrosamento na música, com destaque para as viradas de Nicko, que fica totalmente escondido atrás de seu enorme kit, quase impossível de ser visto pelo público, a não ser pelos telões.

Com a galera nas mãos, Dickinson não teve dificuldades em fazer os paulistanos cantarem no bis, com "The Number of the Beast" – e mais um boneco no palco, desta vez de um diabo--, "Hallowed Be Thy Name" e, para fechasr, "Running Free", do primeiro disco da banda, de 1980. Nesta última, Bruce apresentou a banda, fez o público cantar junto e avisou que a apresentação estava sendo gravada e pode ser incluída no próximo DVD dos britânicos.

Ele ainda deu um recado de que o fim da Donzela de Ferro não está tão perto quanto muitos imaginam. "Muitos perguntam sobre o disco, que se chama 'A Fronteira Final'. Mas, se formos fazer uma última turnê, nós tocaremos em São Paulo. A gente ainda vai se ver", afirmou ele, aplaudido pelos 50 mil fãs, antes de deixar o palco do Morumbi.

Cavaleras revivem clássicos
Antes da entrada dos britânicos no palco, uma dupla bem brasileira foi responsável por abrir o espetáculo e aquecer o público, às 19h25. Os escolhidos foram Max e Iggor Cavalera, ex-Sepultura, que lançaram o grupo Cavalera Conspiracy em 2008 e já chegam ao segundo CD. Para alguns que já viram o Iron Maiden em outras oportunidades, esta foi até a principal atração, já que o guitarrista e vocalista Max passou mais de uma década longe do Brasil e só retornou em 2010, para uma apresentação única do grupo no festival SWU.

Os irmãos priorizaram o thrash metal das faixas dos CDs "Inflikted" (2008) e "Blunt Force Trauma" (2011), com destaques para "Inflikted", "Torture", "Sanctuary" e o novo single "Killing Inside", apesar do som embolado e das guitarras baixas no início. Com forte presença de palco, Max interagiu o tempo todo com o público, enquanto Iggor mostrou sua tradicional pegada na bateria. Completam a banda o baixista Johny Chow (Fireball Ministry) e Marc Rizzo (Soulfly, com Max), virtuoso guitarrista responsável por dar uma quebrada no ritmo intenso da banda com o groove de seus solos e efeitos.

A pista realmente esquentou quando a banda trouxe aquilo que todos esperavam: clássicos do Sepultura. "Refute/Resist" foi a primeira delas, abrindo rodas na pista do Morumbi. Da antiga banda dos irmãos Cavalera rolaram ainda "Troops of Doom", "Territory" e o grande clássico "Roots Bloody Roots", a que mais contagiou os metaleiros. Para completar, eles também apresentaram uma faixa do Nailbomb, antigo projeto com toques eletrônicos de Max, "Wasting Away".

Próximos shows
Com a turnê de "The Final Frontier", o Iron Maiden afirma que vai rodar o mundo em 66 dias. A viagem começou em Moscou, na Rússia, no dia 11 de fevereiro. A previsão é de que termine no dia 10 de julho em São Petersburgo, também na Rússia.

Depois de São Paulo, os britânicos seguem para outras cinco cidades em sua turnê brasileira:
27/03 - Rio de Janeiro, HSBC Arena
30/03 - Brasília, Ginásio Nilson Nelson
01/04 - Belém, Parque de Exposições
03/04 - Recife, Parque de Exposições
05/04 - Curitiba, Expotrade

Veja abaixo o repertório da apresentação do Iron Maiden em São Paulo:

"Satellite 15... "
'The Final Frontier"
"El Dorado"
"2 Minutes to Midnight"
"The Talisman"
"Coming Home"
"Dance of Death"
"The Trooper"
"The Wickerman"
"Blood Brothers"
"When the Wild Wind Blows"
"The Evil That Men Do"
"Fear of the Dark"
"Iron Maiden"

Bis:"
"The Number of the Beast"
"Hallowed Be Thy Name"
"Running Free"

25 de mar de 2011

Esquenta pro SHOW \\ Iron Maiden - The Evil That Men Do


O IRON MAIDEN se apresenta amanhã em São Paulo, no Estádio do Morumbi, para o primeiro show da turnê "The Final Frontier World Tour" em território brasileiro.

Data: 26 de março de 2011 (sábado)
Local: Estádio do Morumbi
Abertura dos portões: 15h

Iron Maiden – 21:00hs

Classificação etária: 14 anos (menores de 14 anos acompanhados dos pais ou responsável legal)
Realização: Mondo Entretenimento

Esquenta pro SHOW \\ Cavalera Conspiracy - Sanctuary


Data: 26 de março de 2011 (sábado)
Local: Estádio do Morumbi
Abertura dos portões: 15h
Cavalera Conspiracy – 19:30hs

Iron Maiden no Brasil \\ Bruce elogia a paixão dos brasileiros


"Rock é explosão, é paixão, e os brasileiros são um exemplo perfeito disso. Em outros lugares encontramos platéias fascinadas por heavy metal, mas no Brasil os fãs são fascinados por Iron Maiden".

No domingo será a vez do RJ receber o show da Donzela. O IRON MAIDEN chegou ontem as 20:00 horas em solo brasileiro. Amanhã será o primeiro show da "New Frontier Tour" no Morumbi, em São Paulo. E no domingo, às 20h30m no HSBC Arena, na Barra. no Rio de Janeiro.

Diário de um Detento \\ Vince Neil continua aprontando?


De acordo com o TMZ, uma denúncia de agressão foi formalizada contra Vince Neil ontem à noite em Las Vegas. O vocalista do Mötley Crüe teria entrado em conflito com Alicia Jacobs, sua ex-namorada desde semana passada, em um concerto do Hal Sparks, no Las Vegas Hilton. A moça estava acompanhada de um casal de amigos, contra os quais Vince também teria investido fisicamente. A polícia apareceu para acalmar os ânimos, mas ninguém foi preso.




Comentários: Eu espero que Vince não apronte durante a semana que antecede o show do Brasil, senão a polícia não o deixará sair dos EUA e nós iremos perder o show do Motley por aqui.

Iron Maiden no Brasil \\ Mapa dos portões de acesso e informações


O IRON MAIDEN se apresenta amanhã em São Paulo, no Estádio do Morumbi, para o primeiro show da turnê "The Final Frontier World Tour" em território brasileiro.

Seguem algumas informações importantes, de acordo com o site da empresa Midiorama:

Data: 26 de março de 2011 (sábado)
Local: Estádio do Morumbi
Abertura dos portões: 15h
Convidado especial: Cavalera Conspiracy

Horários dos shows:

Cavalera Conspiracy – 19:30hs
Iron Maiden – 21:00hs

Classificação etária: 14 anos (menores de 14 anos acompanhados dos pais ou responsável legal)
Realização: Mondo Entretenimento

Acima o mapa dos portões de acesso do Estádio do Morumbi, indicados por setor.

Entrevista\\ Tommy Lee: Contando sua primeira experiência com o Poison


Rick Florino do site ARTISTdirect conduziu recentemente uma entrevista com o baterista do MÖTLEY CRÜE, TOMMY LEE. Alguns trechos da conversa seguem abaixo.

ARTISTdirect.com: Como a idéia da turnê conjunta entre o MÖTLEY CRÜE e o POISON surgiu?

Tommy: Por um tempo, é algo que os fãs têm pedido. Quando os promotores de shows e pessoas o suficiente começam a pedir que você faça algo, você fica meio que, “Ah, okay, beleza! Vamos fazer isso!” «risos»

ARTISTdirect.com: Então a turnê foi criada a partir de uma demanda?

Tommy: Com certeza! Essa foi a maneira pela qual a bola começou a rolar. Daí nós começamos a sondar alguns nomes de bandas. O nome do NEW YORK DOLLS apareceu primeiro, e foi tipo, “Sim, isso parece incrível!”. Foi assim que tudo começou.

ARTISTdirect.com: Você se lembra da primeira vez que ouviu o POISON?

Tommy: Eu acho que a primeira vez que eu os vi ou ouvi falar deles foi num vídeo. Era o de “Talk Dirty to Me”. Eu me lembro de vê-los, e eu estava curtindo, pensando, “Wow, esses caras são meio que como nós!” «risos» Havia algo um pouco diferente musicalmente, que eu me lembro de ter curtido. Era menos metal ou rock; era mais pop. Era mais tipo o CHEAP TRICK. Mesmo nos riffs, você podia ouvir isso. Eu achava que o riff de “Talk Dirty to Me” era meio que um riff do CHEAP TRICK. Eu era um baita fã do CHEAP TRICK quando era moleque, e essa foi minha primeira experiência com o POISON.

ARTISTdirect.com: Há alguma chance que vocês e o POISON toquem juntos no palco?

Tommy: Ainda é cedo pra dizer! Quem sabe? Você nunca sabe com esse tipo de coisa. Veremos o que acontece.

ARTISTdirect.com: Vocês estão trabalhando em material novo?

Tommy: Ainda não começamos. Nikki «SIXX, baixista» e eu ambos temos estado ocupados fazendo música para outros projetos. Todo mundo tem feito seu lance próprio. Muitas vezes, escrevemos coisas durante a passagem de som. Alguém manda uma batida na bateria ou um riff de baixo ou de guitarra, e dizemos, “Porra, alguém grave isso rápido! Isso é do caralho!” É raro que nós quarto estejamos juntos a menos que estejamos em turnê. É sempre um bom lugar pra começar a empilhar algumas idéias. Eu tenho um estúdio em meu ônibus também. Eu tenho certeza que nesse verão nós acabaremos fazendo algo. Veremos o que acontece, no que diz respeito à música.

Iron Maiden no Brasil \\ Banda já está no país - ouça Bruce no avião


Os músicos do Iron Maiden já estão em solo brasileiro. O avião da banda aterrissou às 20:05 desta quinta-feira(24), na pista do Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Os integrantes da banda chegaram acompanhados por cerca de 60 pessoas da equipe de produção e mais de 12 toneladas de equipamentos para o show. O grupo vinha de Lima no Peru a bordo do famoso Ed Force One, um Boeing 757 personalizado com o mascote do grupo pintado na fuselagem e não raro pilotado pelo próprio Bruce Dickinson. O Iron Maiden se apresenta no próximo sábado (26) no Estádio do Morumbi em São Paulo.

Confira no vídeo abaixo, a comunicação de Bruce Dickinson (Ed Force One) com a Torre de Comando de Guarulhos, solicitando autorização de pouso.




Comentários: Eu fico imaginando um controlador evangélico sendo obrigado a dar coordenadas para a decolagem de um vôo com o número 666. Deve ser tenso!

24 de mar de 2011

ROCK in RIO \\ Guns N' Roses: show com 3 horas de duração?


O GUNS N' ROSES, que foi confirmado como a atração principal do ultimo dia do Rock in Rio 2011, deixou algumas mensagens no twitter que dão a entender que seu show poderá ter 3 horas de duração!

As seguintes mensagens foram deixadas no Twitter oficial da banda:

"Oi Brazil! we're gonna go 10-2-11 with you!!! http://bit.ly/h8MOIt #ROCKINRIO2011 Book it!"

(Oi Brasil!nós vamos em 02/10/11 estar com vocês http://bit.ly/h8MOIt #ROCKINRIO2011 Leia isso!)

"Come to "Guns N' Roses live at Rock In Rio 2011" Sunday, October 2 from 10:00 pm to 1:00 am. http://fb.me/uRoBjqb8"

(Venha ver o "Guns N' Roses ao vivo no Rock In Rio 2011" Domingo dia 2 de outubro das 10 da noite a uma da manhã).




Comentários: Seria perfeito se realmente rolasse o que está prometido acima, mas o mais provável de acontecer é: "Venha ver o Guns N' Roses no Rock in Rio 2011, no 2 de outubro às 10 da noite e ESPERE O AXL ATRASAR ATÉ MEIA NOITE PARA O SHOW ACABAR AS 3 DA MANHÃ DE SEGUNDA E VOCÊ PERDER SEU AVIÃO DE VOLTA PRA CASA!".

OZZY no Brasil \\ Informações sobre o show em SP


Ozzy Osbourne está chegando ao Brasil, e para os fãs que vão ao show em Sampa, o confira este servição com todas as informações importantes sobre o evento. O Príncipe das Trevas também se apresenta em 30/03 (Porto Alegre), 05/04 (Brasília), 07/04 (Rio de Janeiro) e 09/04 (Belo Horizonte).

Ainda há ingressos disponíveis, que podem ser adquiridos pelo telefone 4003-0848 (válido para todo o País), pela internet, na bilheteria oficial do show no Credicard Hall e nos pontos de vendas espalhados pelo Brasil.

Em São Paulo, Ozzy se apresenta no sábado, dia 2 de abril, às 21h30, na Arena Anhembi. Os portões abrirão às 17h e quem comanda o show de abertura é a banda Sepultura.

Para quem vai de carro, os estacionamentos terceirizados estarão na Avenida Olavo Fontoura, altura do portão 25 (Estacionamento da Aeronáutica), Avenida Olavo Fontoura, portão 38 (Estacionamento do Pavilhão do Anhembi) e Rua Professor Milton Rodrigues (Estacionamento do Hotel Holiday Inn).

No local, haverá tendas e bares distribuídos nos Anéis do Estádio onde serão vendidos sanduíches, água, refrigerante, cerveja. Para quem quiser levar um lanchinho, é permitida a entrada com sanduíches, bolachas, copos descartáveis e frutas cortadas.

O uso de máquinas fotográficas amadoras é permitido, mas é proibida a entrada com máquinas profissionais ou filmadoras.

Serão disponibilizados banheiros químicos (masculinos e femininos), distribuídos em diversos pontos no local do show; além dos banheiros já existentes na Arena Anhembi.

Bom show!

Quando: Única apresentação no dia 02 de abril (sábado), às 21h30
Onde: Arena Anhembi - Av. Olavo Fontoura, 1.209, - Santana - São Paulo - SP
Capacidade: 35.000 pessoas
Banda de abertura: Sepultura

Iron Maiden no Brasil \\ Morumbi está sendo preparado para o show


Após o Pop Music Festival, o próximo grande show a aterrissar no Estádio do Morumbi será o do IRON MAIDEN no sábado, dia dia 26 de março. O palco já está montado e a produção começa agora a colocar a cobertura do gramado.

A abertura dos portões acontece às 15h, o show de abertura do CAVALERA CONSPIRACY com início às 19:15 e a previsão para início do show do IRON MAIDEN é 21:30.

Lembrando que vários setores do estádio, encontram-se com ingressos esgotados, a saber:

Cadeira coberta laranja
Arquibancada azul
Cadeira inferior A e B
Cadeira premium azul
Arquibancada. vermelha especial
VIP

Ed Force One já está a caminho do Brasil
A informação é do Fã Clube Oficial do Iron Maiden e foi repassada via Twitter entre os fãs brasileiros.

"Watch the skies!! Ed Force One is heading for Brazil!"

O Ed Force One já saiu de Lima no Peru. Agora a corrida é pra saber a hora exata da chegada do Ed Force One em São Paulo, local do 1º show da banda neste final de semana. Algumas pessoas dão conta de 16 hrs outras às 17:40.

MEDA \\ Metallica: Lars Ulrich em filme com Nicole Kidman


O baterista do METALLICA, Lars Ulrich, foi selecionado para integrar o elenco de um drama da HBO em que também estrelam Nicole Kidman e Clive Owen. O filme, chamando "Hemingway And Gellhorn", é descrito como "um drama centrado no romance entre Ernest Hemingway e a correspondente da 2ª Guerra Martha Gellhorn, inspiração de Hemingway para a obra "Por quem os sinos dobram" e a única mulher a ter pedido divórcio do escritor". Ulrich faz o papel do documentarista holandês Joris Ivens no filme de TV.

Esse será o primeiro papel substancial de Ulrich em um filme de longa metragem após fazer papel de si mesmo na comédia de Russell Brand de 2010 "O pior trabalho do mundo". Ele também apareceu no documentário sobre o METALLICA de 2004 "Some Kind Of Monster".

Ulrich deve voltar aos estúdios em maio com o METALLICA para começar a gravar um novo projeto ainda a ser revelado, que o guitarrista Kirk Hammett descreveu ao RollingStone.com como "mais um projeto de gravação do que um genuíno álbum do METALLICA".

A banda também tem agendadas mais várias datas da turnê "Big Four", incluindo uma em Indio, Califórnia em 23 de abril.

Quando perguntado sobre como foi atuar em "O pior trabalho do mundo", Lars disse em uma entrevista em 2010, "Foi muito divertido. Quero dizer, eles mandaram o script e eu decorei minhas falas. E quando eu fui ao set, nada disso importava – eles pegaram o script e jogaram fora. Estávamos simplesmente improvisando e nos divertindo e insultando uns aos outros, e foi ótimo. Russel, é óbvio, é um comediante stand-up, antes de mais nada e em primeiro lugar, então é tudo improvisação."

SEFOTEU\\ Criador do Napster pode virar patrão do Metallica


Sean Parker, o criador do Napster, pode comprar a Warner Music. A grande ironia é que se isso realmente acontecer, ele se tornará patrão do METALLICA, com quem travou uma batalha nos holofotes da mídia (especialmente com o baterista Lars Ulrich) há anos. O polêmico divulgador do compartilhamento de músicas online deverá desembolsar um valor que gira em torno dos 2,5 bilhões de dólares para assumir a companhia.

O Grupo Warner Music perdeu um total de 18 milhões de dólares nos últimos três meses de 2010. O valor é 14% maior em relação ao prejuízo no mesmo período do ano anterior.

MEDAHEADS \\ Medaheads Pictures apresenta: "Vovó é De Morte"


* Nós não nos responsabilizamos pela publicação destas fotos, haja vista terem sido retiradas de sites públicos.
De qualquer forma, caso não aceite o fato de seu rosto estar exposto em nosso blog, nos escreva que imediatamente excluiremos sua foto.

Notícias que vão mudar o mundo \\ Bruce Dickinson não entrou na música para pegar mulher


"Comecei tudo isso porque adoro tocar em público e contar histórias e criar imagens na cabeça das pessoas", explica Bruce Dickinson, vocalista do IRON MAIDEN. "É por isso que gosto de fazer música. Leio artigos de bandas que dizem que começaram a tocar para pegar mulher, mas para mim isso é besteira. Claro, quando apareceram as mulheres eu falei, opa, legal, mas foi consequência, não o fator principal."

Souvenirs\\ ROB ZOMBIE: Official 'Voodoo Doll' Available


The official Rob Zombie "Voodoo Doll" stands approximately 10 inches tall, includes six skeleton pins, and comes packaged in its own coffin box. Click here for more information.

Rob Zombie recently rolled out his own line of coffee called Hellbilly Brew. The rocker and filmmaker's first two blends, French Roast Organic and Peru Organic, are available in one-pound bags for $13.99 each (plus shipping and handling).

<< mais lidas

© Copyright - Diário do Rock - Headbangers Blog! - Todos os direitos reservados
anthony@diariodorock.com.br