www.diariodorock.com.br: SWU Music & Arts Festival \\ Organização reforça grades de segurança nos palcos e aumenta número de ônibus
"Satan laughs as you eternally rot!"

10 de out de 2010

SWU Music & Arts Festival \\ Organização reforça grades de segurança nos palcos e aumenta número de ônibus


A organização do Festival SWU tomou medidas para tentar solucionar alguns dos problemas enfrentados ontem pelo público, no primeiro dia do evento realizado em Itu (SP). Em entrevista coletiva na tarde deste domingo, o coordenador de produção do SWU, Caco Lopes, afirmou que os contratempos foram um "aprendizado" e que já pensam em uma segunda edição do festival.

Depois do incidente durante o show do Rage Against The Machine na noite de sábado em um dos palcos principais, quando as grades de proteção que separavam as pistas comum da premium e do palco foram derrubadas, a produção afirmou que foi criada mais uma barreira de proteção e que as grades foram reforçadas.

Ainda sobre os problemas ocorridos no show da banda norte-americana, Lopes declarou que a falha no sistema de som que interrompeu a apresentação ocorreu na mesa de som do próprio grupo, já que em eventos desse porte os artistas principais costumam usar seu próprio equipamento.

O público também enfrentou dificuldades para deixar o local após o fim dos shows. Para reverter o problema, a organização do SWU declarou que a polícia liberou a estrada da Taperinha, que dá acesso ao local, também para o tráfego de ônibus. Além disso, o número de ônibus do evento para fazer o percurso entre os bolsões de estacionamento em Itu e o local dos shows foi aumentado de 80 para 120 veículos.

Para evitar a queda na rede do sistema de cartões para pagamento nos caixas da arena, foi aumentada a capacidade da rede no local.

Caronas
Na coletiva, Caco Lopes declarou que os estacionamentos do local tiveram lotação máxima. Além disso, dos cerca de 12 mil carros, 80% deles estavam com mais de três pessoas --campanha criada pela organização para incentivar a carona e "diminuir o trânsito e a emissão de poluentes". Além disso, veículos com mais de três pessoas pagam R$ 50, metade do valor cobrado quando o carro tem menos de três ocupantes.

Nenhum acidente foi registrado nas rodovias em um raio de 120 km a partir do local do festival das 10h de sábado até às 9h de hoje. Dentro da arena foram autuadas 46 pessoas por porte de drogas.




Comentários: Seguem alguns pontos positivos e negativos do primeiro dia, na minha modesta opinião.

Pontos Positivos:
- Estrutura monstruosa;
- palcos gigantescos;
- belíssima decoração;
- conforto para comprar alimentos e bebidas nos bares do Setor Premium;
- preços relativamente justos;
- facilidade de acesso ao WC na pista premium;
- pontualidade nas apresentações;
- som alto e poderoso;
- RAGE AGAINST THE MACHINE (espetacular);

Pontos Negativos:
- Falta de sinalização nas imediações do evento para acesso ao estacionamento;
- demora na revista ao ingressar no evento;
- os bares e banheiros para os usuários da pista comum estavam repletos de filas intermináveis;
- o posicionamento dos palcos Água e Ar, um ao lado do outro, dificulta o deslocamento das pessoas de um lado para o outro na pista premium que é estreita demais;
- os outros atrativos ficaram distantes demais dos palcos principais, fazendo que muitos desistissem de visitar as outras tendas tamanha era a distância;
- poucas lixeiras para descarte de objetos para um festival que se diz sustentável;
- poucas bandas impactantes durante o dia para suprir a ansiedade de todos nós que só queríamos saber de uma única coisa: RAGE AGAINST THE MACHINE.

0 comentários:

<< mais lidas

© Copyright - Diário do Rock - Headbangers Blog! - Todos os direitos reservados
anthony@diariodorock.com.br